Oração para jamais me afastar de Nossa Senhora

Arautos do Evangelho-2017-0729_LS100533Ó Mãe boníssima, não me esqueçais quando eu de Vós me esqueça; não me abandoneis quando eu Vos abandone; segui-me com Vosso celeste olhar e chamai-me quando eu me afaste de Vós; procurai-me quando eu me esconda; ide ao meu encalço quando eu fuja; atai-me quando eu Vos resista; domai-me caso eu me ponha de pé contra Vós; levantai-me quando eu caia; reconduzi-me pelo Vosso caminho quando eu me transvie.

Arautos do Evangelho e Fátima

Para os Arautos do Evangelho, entusiastas de São Luís Maria Grignion de Montfort, a devoção a Nossa Senhora tem papel essencial, ela é um dos eixos centrais da vida espiritual de um Arauto.

Por Fim Meu Imaculado Coração Triunfará

100 anos de Fátima em formato eBook: as palavras proféticas da Mãe de Deus são hoje mais claras do que nunca!
 
De Mons. João S. Clá Dias, Fundador dos Arautos do Evangelho.
Adquira já direto da Amazon! 

Salvar

Salvar

Salvar

Igreja Católica e Arautos do Evangelho, Despertando esperança na proteção divina – (post 3 de 3)

*   Igreja Católica e Arautos do Evangelho   *

— — – -:- – — —

Despertando esperança na proteção divina

Sua Santidade Bento XVI e o Fundador dos Arautos do Evangelho

Triplamente unida a Roma pelos vínculos da obediência, a família espiritual dos Arautos do Evangelho estava pronta para enfrentar uma realidade constrangedora: a perda progressiva de católicos na totalidade dos países onde atuavam, seguida pelo desalento dos que permaneciam fiéis, ante a onda de secularismo que tudo parecia arrastar atrás de si.

Como lidar com esta conjuntura? Um problema que envolve a fé só pode ser resolvido com base na mesma fé. As situações mais desoladoras seriam reversíveis desde que se mostrasse ao mundo, sem a mínima concessão ao seu espírito, a glória da Igreja una, santa, católica, apostólica e romana, o esplendor de seu culto, a perfeição de sua doutrina, bem como a eficácia de seus Sacramentos, a santidade de suas leis e o poder de seu amparo aos batizados, desde a admissão no número dos cristãos até o último alento, preparando-os como mãe providente para o encontro definitivo com o Pai.

Mons. João Clá Dias, Fundador dos Arautos do Evangelho

Fechar os olhos para a gravidade do quadro ou para a probabilidade de êxito deste método seria deixar de perceber o problema em toda a sua extensão. O Cardeal Franc Rodé exprimiu ambos os lados da questão ao afirmar: “Devo dizer que, com tantas lamentações ouvidas de lá e acolá; com tanto pessimismo que encontramos em algumas partes da Igreja, de uma coisa não nos damos conta, somos incapazes de ver: as enormes energias que estão presentes, mas escondidas, na Igreja. O Pe. João soube ver essas energias, soube descobri-las, e aí estão os senhores”.

Surgiram assim as iniciativas que levantaram multidões, movidas sem dúvida por uma alegre, sincera e confiante esperança na proteção divina, que para muitos estava perdida ou nunca existira. Citemos apenas um testemunho autorizado, o do Cardeal Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo Emérito de Aparecida, sobre o Apostolado do Oratório Maria Rainha dos Corações, proferido diante de milhares de assistentes reunidos no Santuário Nacional:

Cardeal Raymundo Damasceno Assis

 

“O apostolado de promover a devoção a Nossa Senhora é sempre muito bem-vindo, porque é através de Maria que nós chegamos a Jesus: ‘Ad Iesum per Mariam – a Jesus por Maria’. De modo que a nossa Mãe do Céu deseja que nos tornemos, cada um de nós, filhos e filhas de Deus cada vez mais perfeitos, discípulos e missionários de seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo”.


A primeira necessidade do nosso tempo

Imagem de Nossa Senhora de Fátima – Arautos do Evangelho

Embora a esperança que este panorama oferece seja grande, cumpre reconhecer que os dias de generalizado abandono da fé se prolongam, somados a uma agressiva rejeição da sociedade aos ensinamentos da Santa Igreja Católica, a Esposa Mística de Cristo. Este fato não poderia deixar de atrair sobre a humanidade pecadora o olhar severo de Deus, com todas as consequências anunciadas por Nossa Senhora em Fátima.

Cardeal Giovanni Battista Re

Em homilia proferida no Santuário de Fátima o Cardeal Giovanni Battista Re sintetizou a encruzilhada que atravessa o mundo atual, dentro e fora da esfera eclesiástica: “Da desordem e dos problemas que se criaram sob o céu, neste nosso tempo, apenas será possível sair se a humanidade levantar de novo os olhos para o Céu. Por isso, a primeira necessidade do nosso tempo é devolver Deus às consciências dos homens e reabrir-lhes o acesso a Deus”.

A lucidez destas palavras nos dispensa de comentá-las, mas instiga, por outro lado, a tirar conclusões: aqueles que, como os Apóstolos, procuram difundir a Boa-Nova hão de ser incompreendidos pelo mundo e até perseguidos por ele.

Ordenação sacerdotal dos Arautos do Evangelho, realizada pelo Núncio Apostólico do Brasil, Dom Giovanni d’Aniello

A fidelidade à doutrina da Igreja, aliada à observância minuciosa das orientações recebidas da Sagrada Hierarquia tornou os Arautos do Evangelho uma instituição em pleno desenvolvimento no mundo inteiro. Sem retroceder nas vias até agora trilhadas, colocamo-nos aos pés de Maria para ouvir as palavras que o Filho reclinado em seus braços nos dirige, como outrora aos Apóstolos: “Tende confiança. No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo” (Jo 16, 33).

Revista Arautos do Evangelho, Julho de 2017


Veja o texto completo:

*   Igreja Católica e Arautos do Evangelho   *

— — – — —

Posts Anteriores:

Igreja Católica e Arautos do Evangelho, vínculo de unidade e confiança – (post 1 de 3)

— — – — —

Igreja Católica e Arautos do Evangelho, No sulco fecundo e bimilenar da Cidade Eterna – (post 2 de 3)

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Um pôr-do-sol com Nossa Senhora

Ó Maria concebida sem pecado original!

Rogai por nós que recorremos a Vós.

Fotos: Leandro Souza