Oração a São José

Arautos do Evangelho-2017-0615_LS_99917

Oração a São José para antes do trabalho

(Composta pelo Papa São Pio X)

Glorioso São José, modelo de todos os que se dedicam ao trabalho, obtende-me a graça de trabalhar com espírito de penitência para expiação de meus numerosos pecados; de trabalhar com consciência, pondo o culto do dever acima de minhas inclinações; de trabalhar com recolhimento e alegria, olhando como uma honra empregar e desenvolver pelo trabalho os dons recebidos de Deus; de trabalhar com ordem, paz, moderação e paciência, sem nunca recuar perante o cansaço e as dificuldades; de trabalhar sobretudo com pureza de intenção e com desapego de mim mesmo, tendo sempre diante dos olhos a morte e a conta que deverei dar do tempo perdido, dos talentos inutilizados, do bem omitido e da vã complacência nos sucessos, tão funesta à obra de Deus!

Tudo por Jesus, tudo por Maria, tudo à vossa imitação, ó Patriarca São José! Tal será a minha divisa na vida e na morte. Amém

Montfort, A Sagrada Escravidão

Montfort, São Luiz Maria Grignion de Montfort. Eis o santo mariano que difundiu a consagração como escravo de amor à Nossa Senhora, efetuada pelo Papa São João Paulo II, pregada por Dr. Plinio e difundida pelos Arautos do Evangelho.

São Luiz Grignion de Montfort
São Luiz Grignion de Montfort

Afirma São Luiz de Montfort: “O que digo absolutamente de Jesus Cristo, digo-o relativamente da Virgem Maria, que Jesus Cristo – escolhendo- A como companheira inseparável em sua vida, sua morte, sua glória e seu poder no Céu e na Terra – deu-Lhe pela graça, no tocante à sua Majestade, todos os direitos e privilégios que Ele possui por natureza”. E tira daí uma conclusão: “Pode- se, portanto, seguindo a opinião dos santos e de muitos homens insignes, declarar-se e fazer-se escravo de amor da Santíssima Virgem, para desse modo ser mais perfeitamente escravo de Jesus Cristo. A Santíssima Virgem é o meio do qual serviu-Se Nosso Senhor para vir até nós; é também o meio de que nos devemos servir para ir a Ele”. E acrescenta que “a mais forte inclinação de Maria é a de unir-nos a Jesus Cristo, seu Filho; e a mais forte inclinação do Filho é que vamos a Ele por meio de sua Mãe Santíssima”.

A verdadeira devoção à Santíssima Virgem, através da escravidão de amor, iluminou a existência de grandes santos e destacados personagens na vida da Igreja, entre os quais o Beato João Paulo II. E a experiência demonstra a sua grande utilidade na formação das almas. Discerniu bem isto o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, grande propagador dessa consagração, que se tornou uma importante herança espiritual para os Arautos do Evangelho. De fato, a via montfortiana pertence ao eixo de sua espiritualidade e é o caminho seguro para a santificação, no mais puro sentido evangélico.

Arautos.org

Continua em um próximo post!