Arautos do Evangelho

Quem são os Arautos do Evangelho?


Arautos do Evangelho em Aparecida do Norte
Arautos do Evangelho em Aparecida do Norte

Os Arautos do Evangelho são uma Associação Internacional de Fiéis de Direito Pontifício, composta predominantemente por jovens, presente em 78 países. Seus membros de vida consagrada praticam o celibato, e dedicam-se ao apostolado, alternando a vida de recolhimento, estudo e oração, com atividades de evangelização nas dioceses e paróquias, dando especial ênfase à formação dos Jovens.

Os Arautos do Evangelho procuram praticar em toda a sua pureza fascinante os conselhos evangélicos.

Vivem em comunidade (masculinas ou femininas), em um ambiente de caridade fraterna e disciplina, com intensa vida de oração e estudo.

Arautos do Evangelho em Aparecida do Norte
Colégio Arautos do Evangelho na Serra da Cantareira

Por verem na cultura e na arte eficazes instrumentos de evangelização, os Arautos habitualmente utilizam da música, tanto pelas vozes como pelos instrumentos. Por isso grande número de coros, orquestras e conjuntos musicais foram constituídos por Arautos, a fim de levar fé e esperança à sociedade.

 

Arautos do Evangelho e Igreja Católica

Quando uma nova instituição nasce na Santa Igreja a partir das graças concedidas ao fundador, este deve se apresentar aos sucessores dos Apóstolos para que o confirmem em sua missão. Colocar-se sob o amparo dos pastores sempre constitui um indício da autenticidade do carisma, pois o espírito de comunhão eclesial é uma constante nas obras suscitadas pelo Espírito Santo.

Dom Emilio Pignoli coroa a Imagem de Nossa Senhora de Fátima

Com os Arautos do Evangelho este percurso teve início em 1998, quando Mons. João Scognamiglio Clá Dias recebeu aprovação diocesana para sua nascente obra, concedida por Dom Emílio Pignoli, então Bispo de Campo Limpo, na Grande São Paulo.

 

 

 

O Papa São João Paulo II

e Arautos do Evangelho

“Sede mensageiros do Evangelho pela intercessão do Coração Imaculado de Maria”

O Papa São João Paulo II e o Mons. João Clá

Esta semente não tardou a germinar e a estender os seus ramos, alcançando numerosos países. Diante da necessidade de acolher as diversas casas de Arautos sob uma mesma realidade jurídica, a Santa Sé decidiu erigi-los em Associação Internacional de Fiéis de Direito Pontifício em data muito simbólica: 22 de fevereiro de 2001, festa da Cátedra de Pedro.

Na manhã do dia 28 do mesmo mês, São João Paulo II os acolheu com palavras que ainda hoje permanecem vivas na memória e no coração de quantos tiveram a alegria de ouvi-lo: “Sede mensageiros do Evangelho pela intercessão do Coração Imaculado de Maria”.

Sua Santidade Bento XVI

e Arautos do Evangelho

“Arautos do Evangelho, jovens cheios de entusiasmo por terem reconhecido em Cristo o Filho de Deus”

Papa Bento XVI e o fundador dos Arautos do Evangelho

As graças concedidas desde então pela Providência e o ingresso de grande número de vocações não tardaram a chamar a atenção de Sua Santidade Bento XVI. Em Luz do mundo, o livro-entrevista publicado em coautoria com Peter Seewald, ele declarou:

“Vê-se que o Cristianismo, neste momento, também está desenvolvendo uma criatividade totalmente nova. No Brasil, por exemplo, de um lado se registra um forte crescimento das seitas, com frequência muito equivocadas, por prometerem essencialmente riqueza e sucesso exterior; por outro lado, se presencia também grandes renascimentos católicos, um dinâmico florescer de novos movimentos como, por exemplo, os Arautos do Evangelho, jovens cheios de entusiasmo por terem reconhecido em Cristo o Filho de Deus, e desejosos de anunciá-Lo ao mundo”.

 

Mons. João Clá Dias

Monsenhor João Scognamíglio Clá Dias – Fundador dos Arautos do Evangelho

Seu fundador é Mons. João Scognamíglio Clá Dias, cônego honorário da Basílica Papal de Santa Maria Maior, Protonotário Apostólico, membro da Sociedade Internacional Tomás de Aquino, da Academia Marial de Aparecida, e da Pontifícia Academia da Imaculada.

Mons. João organizou também um ramo feminino dos Arautos, é fundador da Sociedade Clerical de Vida Apostólica Virgo Flos Carmeli e da Sociedade Feminina de Vida apostólica Regina Virginum.

O que fez o Mons. João Clá?

Mons. João escreveu obras de grande divulgação (chegando algumas a superar um milhão de exemplares), publicadas em português, espanhol, inglês, italiano, francês, polonês e albanês:

“Fátima, aurora do terceiro milênio”, “O Rosário, a oração da paz”, “Sagrado Coração de Jesus, tesouro de bondade e de amor”, “Medalha Milagrosa, história e celestiais promessas”, “Via Sacra”, “Jacinta e Francisco, prediletos de Maria”, “Orações para o dia-a-dia”, “Mãe do Bom Conselho”, “Dona Lucilia” e “Comentários ao Pequeno Ofício da Imaculada Conceição”.

Sua tese de doutoramento em Direito Canônico intitula-se “A gênese e o desenvolvimento do Movimento dos Arautos do Evangelho e seu reconhecimento canônico”.

Sua tese de Teologia é “O dom de sabedoria na mente, vida e obra de Plinio Corrêa de Oliveira”.

Mons. João Clá fundou o Instituto Filosófico Aristotélico Tomista (IFAT) e o Instituto Teológico São Tomás de Aquino, assim como o Instituto Filosófico-Teológico Santa Escolástica.

Para favorecer o surgimento de vocações entre os jovens promoveu a abertura de escolas secundárias das quais a primeira foi o Colégio Arautos do Evangelho Internacional, na Grande São Paulo.

É fundador e colaborador da revista mensal Arautos do Evangelho, publicada em inglês, português, espanhol e italiano, totalizando cerca 800 mil exemplares de tiragem. Nela mantém, desde 2002, a seção “Comentário ao Evangelho”.

O Papa indica a Cruz, símbolo dos Arautos do Evangelho, no peito de seu fundador, durante uma audiência no Vaticano.
O Papa indica a Cruz, símbolo dos Arautos do Evangelho, no peito de seu fundador, durante uma audiência no Vaticano.

Também é fundador da revista acadêmica “Lumen Veritatis”, da qual é colaborador, publicada pela Faculdade Arautos do Evangelho, saiu a lume em outubro de 2007, graças ao seu estímulo.

Mons. João Clá é membro da Sociedade Internacional Tomás de Aquino, da Academia Marial de Aparecida, e da Pontifícia Academia da Imaculada. Foi condecorado em diversos países por sua atividade cultural e científica, recebendo a Medalha de Ciências do México e o título de Doutor Honoris Causa, outorgado pelo Centro Universitário Ítalo-Brasileiro, de São Paulo.

Favorecendo a Igreja e o Romano Pontífice

Cardeal Franc Rodé e o fundador dos Arautos

No dia 15 de Agosto de 2009, o Santo Padre Bento XVI, em reconhecimento pela obra que tem feito em favor da Santa Igreja, conferiu a Mons. João Clá, pelas mãos do Emmo. Cardeal Franc Rodé, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, a medalha “Pro Eclesia et Pontifice”, uma das honras mais altas concedidas pelo Papa àqueles que se distinguem por sua atuação em favor da Igreja e do Romano Pontífice.

 

 

.

O hábito dos Arautos do Evangelho

Arautos do Evangelho na Basílica Nossa Senhora do Rosario
Foto final da Missa de formatura de uma das turmas de teologia dos Arautos do Evangelho na Basílica Nossa Senhora do Rosário

Ao recordarmos um Arauto, a primeira imagem que nos vem a mente é um jovem, trajando um longo hábito. Seus ombros sustentando um escapulário estampado com uma cruz vermelha e branca, com pontas que lembram flores de lis. Nos pés, um par de botas, e sua cintura ornada com uma corrente de ferro, da qual pende um rosário.

Habito dos Arautos do Evangelho LS_5DMlll-80965A túnica dos Arautos

Quatro são as cores de túnica utilizadas pelos Arautos:

A túnica marrom, mais austera e sóbria, foi reservada aos clérigos (diáconos e presbíteros), enquanto os leigos consagrados do setor masculino usam a túnica de cor branca-marfim

Os que começam sua experiência vocacional, usam o hábito de noviço: túnica e escapulário de cor ocre.

O hábito do setor feminino compõe-se de una túnica de cor amarelo-ouro e o escapulário marrom.

.

 

O escapulário de um Arauto do Evangelho

Escaulário dos Arautos do Evangelho

O escapulário que o Arauto porta sobre os ombros representa o manto da Santíssima Virgem, cuja proteção maternal envolve com especial solicitude quem a Ela se consagra. É também símbolo da entrega que ele faz de sua vida, de seu ser e de seu querer, nas mãos da Rainha dos Céus.

O capuz, presente nos hábitos dos clérigos e leigos consagrados é o símbolo da vida contemplativa.

.

.

A Cruz dos Arautos,

florida em vermelho e branco:

Hábito sacerdotal dos Arautos do EvangelhoA grande cruz do escapulário, com pontas estilizadas que lembram flores de lis, é inspirada na Cruz de Santiago de Compostela: símbolo por excelência do peregrinar em busca da Pátria Celeste.

O branco da cruz representa a pureza de doutrina e de costumes; o vermelho reflete o amor e o desejo da fidelidade levado até o holocausto, imagem do Preciosíssimo Sangue vertido por Jesus até a última gota. O dourado exprime a beleza e a excelência da santidade à qual todos batizados são chamados.

.

Por que os Arautos usam uma corrente na cintura?

Detalhe do hábito dos Arautos do EvangelhoA corrente, que cinge a cintura, simboliza a devoção à Nossa Senhora, ensinada por São Luís Grignion de Monfort, proposta como exemplo de submissão à vontade de Deus: “Eis a escrava do Senhor” (Lc 1, 38). São Luís nos convida a imitá-la consagrando-nos como “escravos de amor a Jesus, pelas mãos de Maria”. O santo aconselha levar uma corrente simbolizando esta devoção.

O rosário!

A oração é o meio infalível de obter de Deus as graças e dons desejados e o Rosário, inspirado pela própria Virgem a São Domingos de Gusmão, em inúmeras ocasiões demonstrou sua eficácia. São PioX o considerava como “a mais bela e a mais preciosa de todas orações”.

Como fazem muitas Ordens Religiosas, os Arautos não somente levam o Rosário à cintura, mas o rezam diariamente.

As botas dos Arautos do Evangelho:

2014_04_18-Cerimonia_de_Quinta_Feira_Santa_-_5DLS1931O que mais suscita perguntas é, sem dúvida, o uso de botas.

O fato dos Arautos utilizarem botas de couro com cano alto, como os antigos missionários em suas resignadas andanças às mais longínquas terras até então conhecidas, não se deve a nenhuma necessidade prática, e sim a um valor simbólico; elas representam o caráter missionário, e abnegado, que não conhece limites, nem obstáculos para levar a fé em Cristo e o amor a Maria.


O que dizem nossos leitores?

No início de Abril (2015) estava eu na região de Embu, precisamente na estrada Embu Itatuba levando meu curriculum para uma empresa, precisava ir para Raposo Tavares continuar levando meus currículos para mais empresas. Foi… Mais

Anderson Nogueira

Mi nombre Carlos, he quedado impresionado con el material que me llega de las actividades de vuestro carisma. Rezo por el crecimiento y expansión de la obra de Mons. Joao Clá Días. Dios y María… Mais

Carlos Moreira

A foto é linda, eu também quero ser arauto.

cherbakov

Eu gosto quando tem missa, eu vou ser um arauto e gosto muito de monsenhor João Clá eu não conheço ele ainda, mas vou conhecer. Salve Maria

Eder

Tudo que os Arautos fazem é maravilhoso e com muita piedade. Amo muito, que Nossa Senhora proteja todos os Arautos, que Deus envie muitos novos arautos, que desabrochem como rosas para preparar o jardim para… Mais

Fatima

BELÍSSIMA IGREJA, TIVE O PRAZER DE CONHECER O ANO PASSADO.

Fernando Albuquerque

Deixe o seu testemunho!

Se tiver dúvidas pode nos perguntar.


Links Relacionados:

A Basílica dos Arautos

Atividades dos Arautos

Igreja Nossa Senhora do Rosário de Fátima

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

2 comentários em “Arautos do Evangelho

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s