Tenho saudades da época em que eu Vos amava, e Vós me amáveis

Arautos do Evangelho-2018-01-09_104320_20180109_GK

Há momentos, minha Mãe, em que minha alma se sente, no que tem de mais fundo, tocada por uma saudade indizível. Tenho saudades da época em que eu Vos amava, e Vós me amáveis, na atmosfera primaveril de minha vida espiritual. Tenho saudades de Vós, Senhora, e do paraíso que punha em mim, a grande comunicação que tinha convosco. Não tendes também Vós, Senhora, saudades desse tempo? Não tendes saudades da bondade que havia naquele filho que fui? Vinde, pois, ó melhor de todas as mães, e por amor ao que desabrochava em mim, restaurai-me: recomponde em mim o amor a Vós, e fazei de mim a plena realização daquele filho sem mancha que eu teria sido, se não fosse tanta miséria. Dai-me, ó Mãe, um coração arrependido e humilhado, e fazei luzir novamente aos meus olhos aquilo que, pelo esplendor de vossa graça, eu começara a amar tanto e tanto!… Lembrai-Vos, Senhora, deste David e de toda a doçura que nele púnheis. Assim seja!

 
Fotos: Gustavo K./Leandro S.

Montfort, A Sagrada Escravidão

Montfort, São Luiz Maria Grignion de Montfort. Eis o santo mariano que difundiu a consagração como escravo de amor à Nossa Senhora, efetuada pelo Papa São João Paulo II, pregada por Dr. Plinio e difundida pelos Arautos do Evangelho.

São Luiz Grignion de Montfort
São Luiz Grignion de Montfort

Afirma São Luiz de Montfort: “O que digo absolutamente de Jesus Cristo, digo-o relativamente da Virgem Maria, que Jesus Cristo – escolhendo- A como companheira inseparável em sua vida, sua morte, sua glória e seu poder no Céu e na Terra – deu-Lhe pela graça, no tocante à sua Majestade, todos os direitos e privilégios que Ele possui por natureza”. E tira daí uma conclusão: “Pode- se, portanto, seguindo a opinião dos santos e de muitos homens insignes, declarar-se e fazer-se escravo de amor da Santíssima Virgem, para desse modo ser mais perfeitamente escravo de Jesus Cristo. A Santíssima Virgem é o meio do qual serviu-Se Nosso Senhor para vir até nós; é também o meio de que nos devemos servir para ir a Ele”. E acrescenta que “a mais forte inclinação de Maria é a de unir-nos a Jesus Cristo, seu Filho; e a mais forte inclinação do Filho é que vamos a Ele por meio de sua Mãe Santíssima”.

A verdadeira devoção à Santíssima Virgem, através da escravidão de amor, iluminou a existência de grandes santos e destacados personagens na vida da Igreja, entre os quais o Beato João Paulo II. E a experiência demonstra a sua grande utilidade na formação das almas. Discerniu bem isto o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, grande propagador dessa consagração, que se tornou uma importante herança espiritual para os Arautos do Evangelho. De fato, a via montfortiana pertence ao eixo de sua espiritualidade e é o caminho seguro para a santificação, no mais puro sentido evangélico.

Arautos.org

Continua em um próximo post!

Os Segredos dos Arautos

Você conhece os Arautos do Evangelho?

Porque fala-se tanto deles?

O que fazem, como vivem, por que atraem tanto?


Mergulhe por alguns instantes nesta realidade. Navegue pelas águas do conhecimento. Inale o doce e suave aroma da verdade, que timoneia com mãos poéticas e, em meio às trevas da noite, conduz à aurora radiante da realidade.

— — —

Acomode-se, tranquilize seu espírito, Centre sua mente,

compreenda neste vídeo

Os “Segredos” dos Arautos do Evangelho.

Video intitucinonal dos Arautos do Evangelho

COMUNICADO DE ESCLARECIMENTO

COMUNICADO DE ESCLARECIMENTO
DOS ARAUTOS DO EVANGELHO

No dia de hoje, 7 de julho de 2017, apareceu nas mídias sociais dos Arautos do Evangelho uma publicação com o seguinte título:

Manifesto Denúncia – Visita canônica ou inquisição farisaica? – Querem destruir a Igreja e isto não podemos permitir!

Esclarecemos que este texto é de responsabilidade única, exclusiva e pessoal de seu(s) autor(es), cuja identidade ainda desconhecemos. Ele não representa o pensamento dos Arautos do Evangelho, e foi divulgado sem o conhecimento da sua direção, utilizando-se indevidamente da plataforma informática da entidade. As devidas medidas investigativas estão em andamento para esclarecer o ocorrido e, no respeito à liberdade de opinião, dissociar pontos de vista individuais com a posição de nossa Instituição.

Pe. Hamilton José Naville, EP

Coordenador de imprensa e mídia social
dos Arautos do Evangelho

%d blogueiros gostam disto: