Amar a Deus admirando o belo

Arautos do Evangelho junto à natureza. Preservar, cultivar e favorecer a criação de Deus, eis um dos empenhos dos Arautos, não só na Serra da Cantareira, mas em todo o Brasil e no mundo.

Deus, ao criar-nos, não quis que estivéssemos neste mundo abandonados, esquecidos, postos de lado, não. Deus nos quis desde toda a eternidade, nos deu a vida sem nenhum merecimento nosso, está a nos amar e ajudar constantemente nesta terra e deseja ser a recompensa de cada um de nós no Céu.

Como agradecer a Deus por todo o bem que Ele nos fez e ainda nos fará?

Voltando-nos a ele, vivendo em função dele.

Esse é um dos motivos pelo qual foi-nos dado a natureza, com toda sua beleza e exuberância.

A cerejeira, como não recordarmos de Deus ao contemplar seus cachos de flores, coloridos e ordenados? O lilás, por vezes avermelhado de suas pétalas, a contrastar com o azul do céu e o denso verde da mata?
É admirando essas belezas de Deus que o inserimos no nosso dia a dia. É admirando as criaturas que passamos a amar o criador. Daí o empenho dos Arautos do Evangelho em não apenas preservar a natureza, mas em cultivá-la e favorecê-la de forma bela.

Veja abaixo algumas flores de cerejeira cultivadas em uma de nossas casa na Serra da Cantareira.

Fotos:Leandro Souza

—-

Sobre as fotos:

Flores de cerejeira cultivadas na casa dos Arautos, que tem como padroeira Nossa Senhora da Divina Providência.

Por não terem florescido todas ao mesmo tempo, foram fonte de trabalho para um mês. A primeira a florir, e mais bela em seu conjunto de flores foi a mais distante e isolada, podemos vela na foto com terminação numérica 61864.

A foto 61817 é a primeira foto da flora desta árvore, a 61864 é o seu auge de florescimento, e podemos ver na foto 62878 os últimos dias de suas flores.

As demais flores pertencem a árvores cultivadas mais próximo da casa, sendo que na foto 62762 e 62771 pode ser vista a torre da casa. Essas árvores não floriram por inteiro, são ainda muito jovens, mas suas flores foram de uma beleza cheia de cores e vigor, como nosso leitor bem pode ver acima.

Um comentário em “Amar a Deus admirando o belo

  1. Realmente é maravilhoso contemplar essas “joias” da vegetação, os cachos de cerejeiras e, sob suas asas, subir ao Criador. Fenomenal. Agradecemos a Deus e a Nossa Senhora estas belezas.

    Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s