A Gota de Orvalho

Monótono e imenso, o deserto do Saara só é entrecortado por pequenos rios, e também lá existem os oásis, único refúgio do viajante contra sede e fome.

O poderoso monarca da Abissínia atravessava um desses extensos areais, e de repente, viu uma palmeira, em cujas folhas resplandecia o orvalho, brilhante da natureza, e o rei disse: vinde ó gota adornar meu turbante, mas a gota negou.

Tempos depois, passava um venerável ancião, era monge, e ia pregar aos cristãos. Morto de sede, viu a gota, chamou-a e ela caiu-lhe, a refrescá-lo, nos seus lábios. Caiu porque representava ele um Ente Supremo que muitos homens não conhecem, mas cuja glória a natureza canta.

Gotas de Orvalho

Clique na imagem para ver a galeria de fotos

Foto arautos do evangelho - Orvalho - 5DLS8817foto: Leandro Souza

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s