O dia que o demônio fez um poema à Imaculada Conceição de Maria!

Em Avellino, na Itália, no ano de 1823, um menino analfabeto, de 12 anos de idade foi possuído pelo demônio.

Estavam de passagem pela cidade dois sacerdotes da ordem dos dominicanos, Pe. Bassiti e Pe. Pignataro. Sabendo da presença dos padres, e sendo informado do caso, o bispo deu-lhes autorização para auxiliar o jovem, rezando o exorcismo.

Durante a oração o Demônio, afirmou que Nossa Senhora foi concebida cheia de graça e toda de Deus. Então os sacerdotes o obrigaram, em nome de Deus, a demonstrar a veracidade da Imaculada Conceição de Maria.

Para surpresa dos sacerdotes, pela boca do menino possesso, o demônio compôs em italiano um soneto teológico e perfeitamente construído.

Conta-se que o Papa Pio IX chorou ao ler esse soneto, que contém um profundíssimo argumento de razão em favor da Imaculada Conceição de Maria, Mãe de Deus e nossa.

 

Poema:

Português:

Sou verdadeira mãe de um Deus que é filho,
E sou sua filha, ainda ao ser-lhe mãe;
Ele de eterno existe e é meu filho,
E eu nasci no tempo e sou sua mãe.

Italiano:

Vera Madre son Io d’un Dio che è Figlio
e son figlia di Lui, benché sua Madre;
ab aeterno nacqu’Egli ed è mio Figlio,
in tempo Io nacqui e pur gli sono Madre.

Ele é meu Criador e é meu filho,
E eu sou sua criatura e sua mãe;
Foi divinal prodígio ser meu filho
Um Deus eterno e ter a mim por mãe.
Egli è mio creator ed è mio Figlio,
son Io sua creatura e gli son Madre;
fu prodigo divin l’esser mio Figlio
un Dio eterno, e Me d’aver per Madre.
O ser da mãe é quase o ser do filho,
Visto que o filho deu o ser à mãe
E foi a mãe que deu o ser ao filho;
L’esser quasi è comun tra Madre e Figlio
perché l’esser dal Figlio ebbe la Madre,
e l’esser dalla Madre ebbe anche il Figlio.
Se, pois, do filho teve o ser a mãe,
Ou há de se dizer manchado o filho
Ou se dirá Imaculada a mãe.
Or, se l’esser dal Figlio ebbe la Madre,
o s’ha da dir che fu macchiato il Figlio,
o senza macchia s’ha da dir la Madre.

 

Fotos: Leandro Souza

Vislumbre de Natal

Vós repousais, oh Rei eterno, no augusto e misero presépio.

E o olhar de Vossa Mãe, derrama sobre vós, tesouros de respeito e de carinho.

Oh meu Jesus, Vós sois tão grande e ao mesmo tempo tão pequeno.

Sendo infinitamente maior do que nós! Vós nós causais ternura e compaixão.

Jamais um coração materno amou mais plenamente um filho,

E nunca um filho amou tão plenamente e tão inteiramente sua Mãe.

A infinita Majestade desceu a terra nesta noite

E para nós se transformou em gáudio, em sorriso e em ternura!

Fotos: Leandro Souza

VEJA TAMBEM!:

PRESÉPIOS

Beleza e inocência, flores!

Em tudo Deus se faz ver, está presente em tudo, move tudo, sustenta tudo. No entanto, Deus tão visível nos parece longe e pouco acessível. Então,  onde vislumbrar sua beleza? Onde amar sua infinda inocência?

Sua beleza Deus espalhou por todos os Jardins, a inocência concentrou na alma dos justos.

Fotos: Leandro Souza

Gostou das fotos? Então compartilhe o post.

Deixe o seu comentário.

A Serra da Cantareira

Vivemos cercados de novidades, as notícias, os fatos e acontecimentos a todo momento estão a surgir e despertar o nosso interesse, mas poucos assuntos estiveram tão em voga quanto a Cantareira.

Serra da Cantareira 2016-06-12-ls_88327-pano

Foto: Leandro Souza

Caríssimos Leitores, por estes dias o nome Cantareira esteve circulando de boca a ouvidos por todo o nosso Brasil. A falta de água que assolou todo o estado de São Paulo foi notícia em quase a totalidade dos meios de informação:

Nossas TVs diziam sede, os jornais pediam agua e todos diziam: Cantareira!

Sabemos de cor sobre o famoso Sistema Cantareira, um dos maiores sistemas de captação de agua do mundo, utilizado para abastecer 8,8 milhões de clientes, composto por seis barragens interligadas por túneis, canais e um sofisticado sistema de bombeamento.

Deixemos de lado o abastecimento de água, já sabemos sobre a crise hídrica. Tratemos sobre o lado mais belo de toda esta questão: a Cantareira.

A Serra da Cantareira, localizada no norte da cidade de São Paulo, é a maior floresta urbana do mundo! E, como toda floresta, esconde em seu interior verdadeiros tesouros ambientais.

Há nela uma grande gama de animais e plantas, e não é raro ver onça suçuarana (onça parda) passeando dentro de algumas propriedades privadas…

Em sua fauna é possível encontrar animais como macaco bugio, mico, veado-mateiro, preguiça, serelepe , quati, jararaca, coral, suçuarana.

A Flora é composta por samambaia-açu ou xaxim, figueira, jacarandá-paulista, canela-incenso, embaúba, tapiá-mirim, pau-jacaré, palmito-doce, açoita-cavalo, pasto-d’anta, cedro-rosa, bambu, araucária, helicônia, jequitibá-branco, vassourão-branco, philodendros, etc.

Uma das maiores belezas da Cantareira é o por-do-sol, que toma toda a floresta e lhe acrescenta um belíssimo dourado.

É também na Serra da Cantareira que está localizada a Basílica Nossa Senhora do Rosário, dos Arautos do Evangelho.

Veja algumas fotos deste verdadeiro paraíso natural, a Serra da Cantareira:

Fotos: Leandro Souza

Gostou das fotos?

Deixe o seu comentário e compartilhe nosso post!